A Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo foi fundada em 17 de dezembro de 1955, com uma missão de grande significado para a comunidade nipo-brasileira e ao relacionamento Brasil-Japão – organizar as comemorações do Cinquentenário da Imigração Japonesa no Brasil, em 1958. E assim foi feito. E, essa referência da representatividade do Bunkyo atribuída desde seu nascimento tem sido preservada (e praticada) ao longo desses anos.

Localizado no bairro da Liberdade, o Bunkyo (abreviatura do nome japonês) é mantido graças às mensalidades pagas pelos associados (pessoas físicas e jurídicas), doações e aluguéis dos auditórios, salas e salões.

Atualmente, as atividades do Bunkyo são desenvolvidas por cerca de 350 associados-voluntários que estão organizadores em três pilares (Comitê Administrativo, Cultural e Jovem) distribuídos em 30 comissões focadas em variadas frentes: organização dos eventos anuais e especiais, recepção a autoridades e administração das instalações culturais (Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, Pavilhão Japonês, Biblioteca e Centro Esportivo Kokushikan Daigaku).

A entidade também lidera a organização de recepções e homenagens às autoridades japonesas visitantes, promove encontros com representantes de diversos setores do governo ou da iniciativa privada do Japão.

Nos últimos anos, várias comissões foram criadas para reforçar as novas frentes de trabalho: Assistência Social, Modernização do Edifício, Relacionamento com as Entidades, Bunka Matsuri, entre outras.

Além das comissões, a estrutura da entidade também conta com a participação de 32 regionais, em geral representadas pelos presidentes das entidades locais.

Atividades